sábado, 28 de dezembro de 2013

ENTRE BEIJO E BOCA (RANHURAS) - JOSÉ ANTONIO ASSUNÇÃO



(I)

Há mais que pérolas
na ostra que apertas
entre as coxas;
há bem mais que pérolas
no céu crustáceo
dessa ostra.

(II)

Entre teu sexo e tua boca,
distância nenhuma:
o tempo de saber teu corpo
na ponta da língua.

(III)

Tão tenso este momento
na ranhura de teu lábio
que se me tocas agora
certamente estalo.

(IV)

Navega-me, amor, navega-me;
até que as nossas vagas,
grávidas de amar,
esbatam-se contra as dunas
feito gaivotas estremecidas.

_______________
Título: Entre beijo e boca: ranhuras
Autor: José Antonio Assunção (1941)
Naturalidade: Sorocaba - SP

Obra: O câncer no pêssego (Ideia - 1992)

Um comentário:

  1. Joseh Antonio Assunção / Jotahah Assuncao (Face)5 de abril de 2017 15:42

    Caro Wesllei Barbosa, grato pela postagem/divulgação de meus textos.
    Apenas duas ressalvas: O autor (JAA) é natural do Rio Grande do Norte
    e nascido em 1953. Abraço e vida longa ao poeta e seu blog.

    ResponderExcluir